segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Cultura, Mente, Cérebo

Myth of an Isolated Mind
2007 (Sherry Tompalski)



"Trata-se do abandono da ideia de que o cérebro do Homo sapiens é capaz de um funcionamento autônomo (...) o fato do cérebro e a cultura terem evoluído juntos, numa dependência recíproca para sua própria realização, tornou insustentável a concepção do funcionamento mental humano como um processo intracerebral intrinsecamente determinado, que seria ornamentado e ampliado, mas dificilmente gerado, por recursos culturais - a linguagem, o rito, a tecnologia, o ensino e o tabu do incesto. Nosso cérebro não se encontra num tonel, mas em nosso corpo. Nossa mente não se encontra no nosso corpo, mas no mundo. E, quanto ao mundo, ele não está em nosso cérebro, nosso corpo ou nossa mente: estes é que, junto com os deuses, os verbos, as pedras e a política, estão nele". Geertz, C. Nova Luz Sobre a Antropologia. p.181

2 comentários:

Héber Sales disse...

depois você escreve sobre porque em muitas culturas nos vemos separados do mundo, como se a realidade fosse algo objetivo fora de nós a ser mais ou menos refletido pela nossa mente? é uma tendência natural ligada a estrutura do ego? é resultado do desenvolvimento dessa estrutura? é o ego que nos põe a parte do mundo?
bjs

Adalene disse...

Uma boa questão pra pensar...